Latest Post


A Procuradoria-Geral da República instaurou procedimento preliminar para analisar a possibilidade de abrir inquérito sobre um vídeo gravado pela presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), para a TV Al-Jazira. Na gravação, ela diz que o ex-presidente Lula é um preso político e acusa a Justiça brasileira. “Lula foi condenado por juízes parciais num processo ilegal. Não há nenhuma prova de culpa, apenas acusações falsas”, afirma. A petista termina convocando “todos e todas [do mundo árabe] a se juntarem na luta” para libertar Lula.

Abrindo os trabalhos. A instauração da Notícia de Fato é o primeiro passo antes de a PGR instaurar um inquérito. A determinação partiu da titular da Secretaria Penal da PGR, subprocuradora Raquel Branquinho.

Fala que eu te escuto. Durante todo o dia de ontem, a PGR recebeu vários pedidos de cidadãos comuns para abrir investigação, além de ofício do deputado Major Olimpio (PSL-SP).

Com a palavra. No plenário do Senado, a presidente do PT reiterou sua fala à TV Al-Jazira e classificou as críticas como xenofobia.




A Orion Span, startup de Houston, no Texas, Estados Unidos, planeja construir uma estação espacial, a Aurora Station, para oferecer aos hóspedes uma experiência parecida à dos astronautas. O espaço de 10m X 4m acomodará quatro viajantes e dois tripulantes. A estadia de 12 dias a cerca de 300 quilômetros acima da Terra custará 9,5 milhões de dólares por pessoa – ou seja, diárias de 792 mil dólares. A expectativa da empresa é que o hotel fique pronto em 2021.

Segundo o fundador da startup, Frank Bunger, os hóspedes farão um curso de preparação de 3 meses, além de estudar voo espacial básico, mecânica orbital e vida em ambientes pressurizados no espaço. Em um comunicado para a imprensa, a empresa afirma que “os viajantes desfrutarão de uma experiência em gravidade zero, terão uma visão da aurora boreal e austral, sobrevoarão suas cidades, participarão de experimentos, como o cultivo de alimentos em órbita, farão simulações em realidade virtual e manterão contato com seus amigos e familiares por meio do acesso a uma internet de alta velocidade”.

A Orion Span não seria a primeira empresa a oferecer viagens ao espaço. Viajantes milionários já voaram até a ISS (International Space Station) pelo programa espacial russo, que também pretende lançar um hotel no espaço, em 2022.

Bunger fez o anúncio do projeto no Space 2.0 Summit, evento realizado no início de abril, na Califórnia, e disse que seus clientes ficarão apaixonados pelo espaço e pelo estudo da astronomia. “Não estamos vendendo uma experiência equivalente a ‘vamos à praia’ no espaço. Estamos vendendo a experiência de ser um astronauta. E sabemos que há pessoas dispostas a pagar por isso”, declarou o empresário.

Imagem: sdecoret/Shutterstock.com



Acidentalmente, cientistas da Universidade de Portsmouth, no Reino Unido, criaram uma enzima mutante que come garrafas PET. Isso pode ajudar a solucionar a crise de poluição plástica atual. A descoberta veio após a descoberta de um inseto que comia plástico, no Japão. Agora os cientistas revelaram a estrutura detalhada da enzima responsável por isso. 

A equipe ajustou a enzima e acompanhou sua evolução, e os testes mostraram que os cientistas inadvertidamente fizeram com que a molécula tivesse ainda mais aptidão para eliminar o plástico PET, utilizado principalmente em garrafas. “Nós descobrimos que acabamos melhorando a enzima, e ficamos chocados”, disse o líder da pesquisa, Prof. John McGeehan.

A enzima mutante leva alguns dias para começar a devorar o plástico – muito mais rápido do que os séculos que o material levaria para ser eliminado nos oceanos. E os cientistas acreditam que podem acelerar ainda mais o processo e torna-lo viável em larga escala. “Queremos utilizar essa enzima para transformar garrafas plásticas de volta em seus componentes originais, o que significa que não precisaremos usar mais petróleo e, fundamentalmente, isso reduzirá a quantidade de plástico no meio-ambiente”, afirmou McGeehan. 

A questão, no entanto, é um pouco mais complexa, já que as empresas acham mais barato produzir mais plástico do que reciclar o atual. “Eu acredito que exista hoje um direcionamento público: a percepção está mudando tanto que as empresas estão começando a se questionar como elas podem reciclar devidamente esse material”, declarou o cientista.  

Imagem: Horus2017/Shutterstock.com



O Google Earth é uma ferramenta que mostra o mapa do globo visto a partir de satélites, em 3D. Em uma dessas imagens, uma pessoa acredita ter descoberto a cidade perdida de Atlântida. Segundo relato do filósofo Platão, a ilha teria desaparecido há milhares de anos: “Por conta de terremotos e inundações violentas, em um único dia e uma única noite de azar, tudo foi engolido pela Terra e a ilha de Atlântida desapareceu nas profundezas do mar”. 

Um vídeo postado no YouTube mostra uma estranha estrutura no fundo do oceano, que não parece ser natural. A formação está a mais de 4500 metros de profundidade, na costa da África. Linhas misteriosas podem ser vistas formando padrões geométricos impressionantes embaixo d’água.

Alguns observadores, no entanto, dizem que o relato de Platão afirma que a cidade de Atlântida formava uma estrutura circular, e não linhas geométricas, como sugere a filmagem. Já outros YouTubers afirmam que a filmagem não pode ser verídica, uma vez que os satélites não conseguem penetrar nas profundezas do oceano.

A revista TIME reportou que engenheiros do Google Earth disseram que a estrutura é meramente um desenho formado por barcos coletando dados sonares.


Fonte: Express 

Imagem: Linda Bucklin/Shutterstock.com

Se você recebeu uma mensagem no WhatsApp com a promessa de uma recarga de celular gratuita, desconfie. Um novo golpe oferecendo créditos de R$ 70 está circulando por aí.

Detectado pela empresa especializada em segurança digital PSafe, a armadilha chegou a impactar mais de 36 mil pessoas nas últimas 48h. A ameaça foi identificada pelo antivírus dfndr security, que impediu que estes usuários fossem afetados.

Como acontece em boa parte dos golpes atuais, a condição para receber a recarga gratuita é pedir para as pessoas compartilharem o link malicioso com amigos e contatos do WhatsApp. Ao fazer isso, mais e mais pessoas colocam os seus smartphones em risco.

Na tentativa de convencer o usuário que se trata de um prêmio real, o link malicioso acaba exibindo comentários falsos de pessoas que dizem ter recebido a recarga gratuita, com frases como:

?Nunca mais compro crédito, agora só convidando amigos?
Consegui de primeira e já fiz várias vezes?
?Obrigado, compartilhei com todos os meus amigos e já ganhei?
 
Os objetivos mais comuns de fraudes assim são o roubo de informações pessoais dos usuários e/ou o uso dos números de telefone para cadastrá-los indevidamente em serviços de SMS pagos.

Para evitar que este tipo de ataque, é fundamental não clicar em links suspeitos – especialmente com promessas de prêmios ?bons demais para ser verdade?.

Outra dica dada por especialistas é sempre ter um antivírus instalado e atualizado no dispositivo, que pode detectar a fraude automaticamente.

UOL



Cleo Pires adora um papo sobre sexo. A atriz e cantora não tem papas na língua e já deu diversas declarações sobre o tema. Em seu canal, Cleo publicou um vídeo nessa quarta-feira, 18, em que conta um pouco sobre o lançamento do EP que marca sua estreia como cantora e aproveita para responder perguntinhas rápidas, inclusive sobre as famigeradas nudes.

Macarrão com arroz? Fuén. Whisky com água de coco? Também negativo. “Pra mim whisky é puro”, diz. Transar com a luz acesa? Legal. “Por que não?”.

E mandar nudes? “Depende muito da pessoa, do momento, entendeu?”, explicou. “Não é assim ‘ah, vou mandar um nude’. Nem receber também. Mas acontece.” Quando manda, Cleo explica que nem “corta a cabeça” da foto, já que é toda tatuada e seria reconhecida facilmente. “Eu mando com a cara mesmo, mas mando bonita, porque penso: ‘se vazar, tenho que estar muito gata'”, finaliza.

Uol


A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nessa terça-feira (17) receber denúncia da Procuradoria Geral da República contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG) por suposta prática de corrupção passiva e obstrução de Justiça. O senador afirma que provará a ‘absoluta legalidade e correção’ de seus atos.

Com a aceitação da denúncia, Aécio passa a responder ao processo penal na condição de réu e poderá contestar a acusação com novas provas. Só ao final da ação poderá ser considerado culpado ou inocente, em julgamento na Primeira Turma do Supremo.

Próximos passos
Relator do caso, ministro Marco Aurélio Mello, vai ouvir as partes do processo, reunir provas e deligências;

PGR deve detalhar e complementar a denúncia;
Senador Aécio poderá prestar depoimento e convocar testemunhas para falarem em sua defesa;

Depois de pronto o processo, as partes apresentam alegações finais;
Ministro Marco Aurélio Mello conclui relatório e entrega para o revisor, ministro Luís Roberto Barroso;

É marcada a data para o julgamento na sessão da Primeira Turma.
Aécio pode ser preso?

A decisão de tornar Aécio réu não afeta diretamente o mandato do senador, que mantém as prerrogativas e imunidades do cargo. Ele só poderá ser preso, antes de uma eventual condenação, se for pego em flagrante cometendo um crime inafiançável.

Se isso acontecer, a prisão também só poderia ser mantida com aval do Senado. O mesmo vale para medidas alternativas à prisão que afetem o exercício do mandato. Uma eventual cassação do mandato de senador também depende do Senado. Mesmo se fosse condenado pelo STF, caberia à Casa Legislativa a palavra final sobre sua permanência no cargo.

Ao final deste ano, Aécio Neves termina o mandato de oito anos no Senado e, se não for reeleito, perde o foro privilegiado no STF. Sem cargo político, o processo a que ele responde como réu será enviado à primeira instância.

Aécio é alvo de oito inquéritos e uma ação penal no Supremo. Além de agora ser réu, ele também é investigado a partir da delação dos executivos e donos da JBS. Há cinco inquéritos abertos a partir das delações da empreiteira Odebrecht e mais dois a partir das delações do senador cassado Delcídio do Amaral.

Corrupção e obstrução de Justiça
Nesta terça, os cinco ministros da Primeira Turma (Marco Aurélio Mello, Luís Roberto Barroso, Luiz Fux, Rosa Weber e Alexandre de Moraes) admitiram, por unanimidade, a abertura de processo por corrupção e, por 4 votos a 1, por obstrução de Justiça – neste caso, o único voto contrário foi o de Alexandre de Moraes.

Junto com o parlamentar, foram denunciados pela PGR e também responderão como réus a irmã dele, Andréa Neves da Cunha, o primo Frederico Pacheco de Medeiros e Mendherson Souza Lima, ex-assessor parlamentar do senador Zezé Perrela (MDB-MG), todos por corrupção.
Aécio foi acusado em junho do ano passado, em denúncia da Procuradoria Geral da República, de pedir propina de R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista, dono da J&F, em troca de favores políticos; e também de tentar atrapalhar o andamento da Operação Lava Jato.

Uma conversa entre os dois foi gravada pelo empresário. Andréa Neves teria pedido o dinheiro a Joesley e os outros dois acusados teriam recebido e guardado quatro parcelas de R$ 500 mil em espécie.

G1



O centro de Berlim será o cenário de uma grande operação de evacuação na sexta-feira para desativar uma bomba da Segunda Guerra Mundial encontrada em uma obra próxima da estação central de trens, anunciou a polícia da capital da Alemanha.

A estação central, os ministérios da Economia e dos Transportes, as embaixadas, o hospital do exército alemão e a sede do Serviço Federal de Inteligência (BND) serão esvaziados, informou um porta-voz da polícia, que não revelou quantas pessoas serão afetadas pela medida.

No perímetro de segurança também estão edifícios residenciais, museus e escritórios, mas é “prematuro” dizer quantas pessoas serão afetadas pela operação, que deve começar às 09H00 locais (4H00 de Brasília).

O transporte ferroviário a partir e com destino a Berlim será muito afetado, já que a principal estação da capital alemã está no perímetro de segurança. A companhia nacional de ferrovias, Deutsche Bahn, ainda não fez anúncios a respeito.

Em outubro do ano passado, 10.000 pessoas de um bairro do sudoeste de Berlim foram retiradas de suas casas para a desativação de uma bomba de 250 quilos.

Em setembro de 2017, a descoberta em Frankfurt de uma enorme bomba britânica dotada de uma carga explosiva de 1,4 tonelada desencadeou a maior operação do tipo desde 1945. Quase 65.000 habitantes foram retirados da região.

Exame, com AFP


Tem circulado nos grupos de mães um alerta quanto ao aplicativo SimSimi, que se beneficia da inteligência artificial para responder diversas perguntas dos usuários. Além do teor sexual de muitas respostas, o que vem sendo reportado desde sua criação em 2010, agora o aplicativo estaria ameaçando seus usuários – muitos deles crianças – de morte.

O aplicativo, que se assemelha a um bate-papo, tem como símbolo um monstrinho amarelo, o que acaba atraindo as crianças, apesar da classificação indicativa ser de 16 anos. As respostas imediatas a qualquer pergunta são enviadas por um robô, que aprende com o comportamento de seus usuários e com as sugestões de resposta, uma das ferramentas do app. Outra é a possibilidade de reportar respostas ofensivas, para que elas sejam excluídas da rede.


O roubo da carga de R$ 3,4 milhões em aparelhos no Aeroporto Internacional do Galeão neste domingo (15) não foi o único grande roubo de celulares recente no Rio.

Há uma semana, bandidos assaltaram uma carga de iPhones na Avenida Brigadeiro Trompowski, na Zona Norte do Rio, região próxima do aeroporto. O valor da carga roubada, segundo a Polícia Civil, é de R$ 2,6 milhões. No total, os produtos roubados somam R$ 6 milhões.
Segundo a polícia, todo o material foi levado para a Favela Nova Holanda, no Complexo da Maré, na Zona Norte. A Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas apura o caso e o delegado titular da DRFC, Delmir Gouvêa, afirmou ao G1 que o roubo ocorreu na última quarta-feira (11), em plena luz do dia, por volta das 14h30.

“Disseram [testemunhas] que havia três carros e uma van, tinha mais de 10 criminosos, todos de fuzil. Eles renderam a escolta, a escolta fugiu. Estamos apurando a atuação dessa quadrilha”, explicou Delmir. Os dois roubos, segundo ele, podem ter sido cometidos pelo mesmo grupo.

Três homens roubaram celulares de última geração no Terminal de Cargas do Aeroporto Internacional Tom Jobim, na Ilha do Governador, na noite de domingo (15). O material também foi levado para a favela Nova Holanda, na Maré, segundo informações da polícia.

A carga foi roubada do galpão da companhia aérea Gol para a Maré, conforme registrado pelo dispositivo de segurança dos aparelhos.

A concessionária RIOgaleão disse, em nota, que está à disposição para apoiar as investigações dos sobre o assalto ocorrido no terminal de cargas das companhias aéreas nacionais.

O Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas e Logística (Sindlog) lamentou a perda do material.

“Se considerarmos que o roubo deste domingo, quando levaram os 1 mil Samsungs S9, foi estimado em R$ 3,4 milhões, podemos dizer que mais de R$ 5 milhões em carga roubada, foram levados para dentro da Maré pelos bandidos daquele local. E tudo isso em pouco mais de uma semana”, disse o diretor do sindicato, coronel Venâncio Moura.
Levantamento feito pelo sindicato aponta que os celulares roubados são distribuídos de forma pulverizada: parte é distribuída para lojas dentro de favelas, parte vai para o comércio irregular no Centro, e ainda é possível que alguns aparelhos sejam vendidos em sites.

Segundo informações do Instituto de Segurança Pública (ISP), o Rio registrou 2636 roubos de carga entre janeiro e março de 2018. Só em março, foram 917 registros. Na área da 21ª DP (Bonsucesso), que cobre também o Complexo da Maré, foram 75 roubos registrados no primeiro trimestre.
G1



O debate no plenário do Senado esquentou na tarde desta quarta-feira depois que a senadora Ana Amélia (PP-RS) subiu à tribuna para acusar a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffman (PR) de violar a Lei de Segurança Nacional, ao pedir, em vídeo gravado para a rede de TV Al Jazeera , que o povo árabe se juntasse à luta em apoio ao ex-presidente Lula, condenado a 12 anos e um mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

No vídeo veiculado nesta terça-feira pela emissora de TV do Qatar, Gleisi diz que Lula é um grande amigo do mundo árabe e ao longo da história, o Brasil recebeu milhões de árabes e palestinos, mas Lula foi o único presidente que visitou o Oriente Médio. Da tribuna, Ana Amélia pediu ao presidente da sessão, senador João Alberto, que inscrevesse nos anais da Casa como documentos históricos, o vídeo de Gleisi e o editorial do jornal “O GLOBO”: “Aécio convertido em réu abala teoria persecutória do PT”.

— Nesse vídeo a presidente do PT faz uma exortação ao povo árabe, com afirmações graves, denegrindo a imagem do STF, do Ministério Público, atacando a imprensa do país, violando preceitos constitucionais e ignorando que estamos vivendo em um estado democrático de direito. Chegou ao cúmulo de dizer que nossa política externa é guiada pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos — discursou Ana Amélia, lembrando que os próprios senadores lulistas haviam visitado o ex-presidente e atestado que ele estava bem instalado e bem tratado na cela em Curitiba.

No discurso, Ana Amélia disse que o conteúdo do vídeo de Gleisi Hoffman poderia ser enquadrado no Artigo 8º da Lei de Segurança Nacional, que diz: “aliciar indivíduos de outra Nação para que invadam o território brasileiro, seja qual for o motivo ou pretexto”.

— Perderam o poder em 2016, o apoio popular na decretação da prisão de Lula e agora perdem a compostura ao atacar a Imprensa, o Judiciário, e o Ministério Público! É possível que queiram o apoio do Exercito Islâmico para livrar Lula da cadeia — disse Ana Amélia.

No plenário, o líder da Minoria, senador Humberto Costa (PT-PE) saiu em defesa de Gleisi, até então ausente.

— Reconheço que é uma boa senadora, mas ultimamente tem se concentrado em fazer ataques frontais ao PT e a Lula, em espezinhar uma pessoa presa, condenada injustamente, fazendo espezinhamento e humilhação. Vossa Excelência não precisa disso. Retome a boa linha do seu mandato que sempre teve aqui — rebateu Humberto Costa.

Em resposta a Humberto Costa, Ana Amélia disse que o ex-presidente Lula fez avanços em seu governo, mas isso não lhe dava o direito de não reconhecer os crimes que praticou. E disse que, ao contrário do que tinha sido apregoado, o país não parou pela prisão de Lula, mas apenas manifestações feitas em Curitiba e no Rio Grande do Sul pelos movimentos sociais ligados ao PT.

— No meu estado, com os trancamentos das rodovias, hoje impediram que uma família levasse o filho para fazer quimioterapia . Como ex-ministro da Saúde o senhor sabe o que isso significa — disse Ana Amélia.

Nesse momento a senadora Gleisi Hoffman adentou o plenário e foi ao microfone para responder Ana Amélia, mas como seu nome não foi citado explicitamente na fala da senadora gaúcha, o presidente da Mesa, João Alberto de Souza (MDB-MA), não permitiu que falasse.
— Fui ofendida, quero falar. Que outra presidente nacional do PT tem aqui? — insistiu Gleisi, sem sucesso.

Gleisi então respondeu em sua conta no Twitter: “A senadora que incentivou a violência contra a caravana do Lula no Sul do país, mandando erguer o relho, agora externa seu preconceito e xenofobia com os árabes, ao me criticar por ter falado com a TV Al Jazeera. Entrevistas que dei com o mesmo conteúdo a BBC, RTP, EFE não a incomodaram”.

Mais tarde, falando como líder do PT, Gleisi contra-atacou Ana Amélia, acusando-a de xenofobia e preconceito.

— O incômodo daquela senadora não foi com o conteúdo, mas com o veículo. Só pode ser por ignorância, preconceito e xenofobia com o povo árabe — rebateu Gleisi, acusando Ana Amélia de ter praticado um ato de “desvio de caráter”.

Ana Amélia ainda tentou rebater, mas como seu nome não foi citado nominalmente, João Alberto também não permitiu que ela aparteasse Glesi.

— Senhor presidente, eu não tenho desvio de conduta — tentou Ana Amélia, sendo cortada por João Alberto.

O vídeo continuou provocando bate boca durante toda a sessão. O senador José Medeiros (Podemos-MT), reagiu com irritação ao líder do PT, Lindbergh Farias (RJ), que o chamou de ignorante quando dizia que houve uma mensagem subliminar de Gleisi a fundamentalistas.

— Perdoem a ignorância — aparteou Lindberg.
— Eu estou com a palavra. Aqui Vossa Excelência não vai ganhar no grito! Se tiver um atentado aqui, ele terá o nome e o CNPJ. Porque não foram a uma embaixada reclamar? Querem transformar um país pacífico numa zona de guerra — reagiu Medeiros.

— Eu só queria falar: perdoem a ignorância — continuou Lindbergh.
O líder do DEM, senador Ronaldo Caiado (GO), disse que o vídeo é uma “verdadeira afronta à soberania nacional” e um “crime de lesa-pátria”. Para Caiado, é uma grande irresponsabilidade a parlamentar petista pedir a intervenção de outros países sob uma democracia consolidada..

— E querer agora lançar uma campanha mundial para tentar vitimizar o ex-presidente Lula? Olha, é uma afronta ao Judiciário e à Procuradoria Geral da República. Até ao decoro do Senado Federal uma atitude como essa — criticou Caiado. — O que eles queriam é imaginar que podiam amanhã aqui entrar com seus cubanos, que hoje praticam os assassinatos de todo grau de violência contra o povo venezuelano, que são conhecidos como os coletivos — protestou.

O Globo


A presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), gravou um vídeo para a rede de TV Al Jazeera para denunciar o que chamou de prisão política do ex-presidente Lula.O vídeo, segundo o PT, foi veiculado nesta terça-feira (17) pela emissora árabe, que tem sede no Catar.

Na gravação, Gleisi diz que Lula é um grande amigo do mundo árabe e que em seu governo o comércio com a região se multiplicou. E afirma que o ex-presidente é vítima de uma “campanha de mentiras” da TV Globo, que estaria pressionando o Judiciário a não conceder liberdade ao petista. Segundo a senadora, a “maioria do povo brasileiro quer viver como nos tempos de Lula”, e “o objetivo da prisão ilegal é não permitir que Lula seja candidato”.

“Lula foi condenado por juízes parciais num processo ilegal. Não há nenhuma prova de culpa, apenas acusações falsas. A TV Globo, que domina a mídia no Brasil, fez uma campanha de mentiras contra Lula. A Globo está pressionando o Judiciário brasileiro a não conceder a liberdade a Lula, apesar de ela estar prevista na Constituição. Isso fere os direitos humanos e fere a democracia brasileira”, diz Gleisi. “A prisão de Lula é a continuidade do golpe que se iniciou em 2016, com a retirada da presidenta Dilma do governo. Ela não cometeu nenhum crime, assim como Lula também não cometeu. É um preso político. Ele é inocente.”

Em seguida, a senadora diz que “o governo golpista está retirando direitos dos trabalhadores e do povo brasileiro e liquidando com o patrimônio nacional”, que as reservas de petróleo estão sendo entregues a multinacionais e que “a política externa passou a ser ditada peloDepartamento de Estado norte-americano.

Gazeta do Povo

  

A 7ª Câmara Cível do Rio decidiu, a pedido de uma mulher, que o ex-companheiro dela arque com a metade dos gastos que tem com seis cães e uma gata, adquiridos durante a união estável de 20 anos. O homem terá que desembolsar R$ 1.050 por mês (R$ 150 para cada animal).

É a primeira vez que a Justiça do Rio trata da divisão de despesas entre ex-companheiros para sustentar animais domésticos.

Ancelmo Gois – O Globo

O bispo Dom José Ronaldo, acusado de liderar um esquema de desvio de dízimo na Diocese de Formosa, no Entorno do Distrito Federal, deixou a cadeia após concessão de habeas corpus pela Justiça. Além dele, outros quatro clérigos e dois empresários também foram soltos. Sorridentes, eles foram recebidos com festa por parentes e amigos, que entoavam cânticos religiosos na porta do presídio.

O alvará de soltura chegou à penitenciária por volta das 19h de terça-feira (17). Logo em seguida, eles foram soltos. Na saída, Dom José Ronaldo fez uma benção aos presentes, mas optou por não comentar as acusações.

“No momento oportuno nós vamos falar”, se limitou a dizer.
Além do bispo, foram soltos o monsenhor Epitácio Cardozo Pereira, vigário-geral da Diocese de Formosa, os padres Moacyr Santana, Mário Vieira de Brito, Waldson José de Melo, e os empresários Antônio Rubens Ferreira e Pedro Henrique Costa Augusto, apontados como laranjas do esquema.

Apenas o juiz eclesiástico Tiago Wenceslau, também acusado de integrar o esquema, segue detido. O advogado dele, Thiago Pádua, disse que o caso não foi analisado devido à falta de algumas informações pertinentes ao processo. A apreciação deve ocorrer nesta quarta-feira (18).

A liberação dos acusados ocorreu após análise do habeas corpus pela 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO). A decisão dos desembargadores foi unânime. Eles tiveram os passaportes retidos e terão que comparecer em juízo uma vez por mês.
Prisões

Os acusados estavam detidos em uma ala isolada do recém-inaugurado presídio da Formosa. Eles foram detidos no dia 19 de março, durante a Operação Caifás, deflagrada pelo Ministério Público. Além do dízimo, a apuração apontou que o grupo se apropriava de dinheiro oriundo de doações, arrecadações de festas realizadas por fiéis e taxas de eventos como batismos e casamentos.

As investigações sobre o desvio de dízimo começaram no ano passado, após denúncias de fiéis. Eles afirmaram que as despesas da casa episcopal subiram de R$ 5 mil para R$ 35 mil desde a chegada do bispo Dom José Ronaldo, em 2015. Na ocasião, o clérigo negou haver irregularidades nas contas da Diocese de Formosa.

Escutas telefônicas autorizadas pela Justiça foram usadas na apuração. O grupo teria comprado uma fazenda de gado, carros de luxo e uma lotérica com os recursos.

A operação culminou com apreensões em Formosa, Posse e Planaltina. Durante as apreensões, foi encontrado dinheiro escondido em fundo falso de armário.

Bloqueio de bens
O juiz Fernando Oliveira Samuel, da 2ª Vara Criminal de Formosa, determinou em 27 de março o bloqueio de bens dos seis clérigos, dois empresários e do secretário da Cúria. O limite é de até R$ 1 milhão por cada. Também foi autorizada a quebra do sigilo bancário e fiscal dos acusados.

Gestor temporário da Diocese de Formosa nomeado pelo Papa Francisco e arcebispo de Uberaba (MG), Dom Paulo Mendes Peixoto criticou o bispo preso e disse que recebeu “caixa vazio e com dívida”. A nomeação dele foi feita pelo Papa Francisco. Ele auxiliará nas atividades da paróquia da região até que seja nomeado um novo bispo.
A polícias apura outras acusações que surgiram contra o bispo fora do processo. Entre elas, está o uso de cartões da Igreja para compra de bebidas alcoólicas. De acordo com boletim de ocorrência, houve gasto de R$ 4 mil indevidamente.

Além disso, fiéis afirmam que Dom José Ronaldo aumentou em até 400% taxas de casamento quando assumiu a administração, em 2014. As mesmas informações chegaram ao MP-GO) por meio do depoimento de um dos padres que denunciou o esquema, mas, segundo o promotor, ainda não compõem uma apuração específica.

G1


A Assembleia Nacional de Cuba se reúne nesta quarta-feira (18) para escolher o próximo presidente da pequena ilha caribenha que, nas últimas seis décadas, foi governada pelos irmãos Castro: Fidel, que morreu aos 90 anos, e Raúl, que prometeu se aposentar aos 86. O novo líder será o primeiro, desde a Revolução Cubana, com outro sobrenome e representando uma geração mais jovem do que aquela que pegou em armas para derrubar a ditadura de Fulgencio Batista (1952-1959) e desafiar os Estados Unidos (EUA), estabelecendo um regime socialista a 150 quilômetros de sua costa.

O novo presidente de Cuba assume em um momento delicado. A Venezuela, que fornece petróleo e sustentava o regime cubano, hoje enfrenta grave crise econômica, marcada pela hiperinflação, o desabastecimento e o isolamento internacional. Com a mudança de governo em 2017, os Estados Unidos voltaram atrás no processo de reaproximação – primeiro passo para o fim do bloqueio econômico, comercial e financeiro que continua impondo à ilha. O presidente Donald Trump, (eleito também com o voto dos cubanos que imigraram para os EUA e que exigem a derrubada do comunismo na ilha) voltou a limitar as viagens e os investimentos dos norte-americanos no país caribenho.

Raúl Castro diz que foi eleito presidente para “defender, manter e continuar aperfeiçoando o socialismo cubano – e não para destruí-lo”.
A eleição representa o fim de uma era, mas muitos observadores acham que, na prática, pouca coisa mudará na vida dos 11,5 milhões de cubanos: o Partido Comunista de Cuba (PCC) continua sendo o único e Raúl Castro seu chefe.

“O Partido Comunista é o órgão máximo de decisão política, de acordo com a Constituição cubana. Raúl Castro deixa a presidência do país, mas não o cenário politico”, disse Erika Guevara-Rosas, diretora para as Américas da Anistia Internacional, uma organização de defesa dos direitos humanos. “Lamentavelmente, Cuba continua sendo um país que violenta, de forma massiva, as liberdades civis, políticas e de expressão”, acrescentou, em entrevista à Agência Brasil, ao lembrar que é o único país do continente que não permite acesso oficial à Anistia Internacional.

A expectativa é de que o cargo seja ocupado pelo atual vice-presidente, Miguel Díaz-Canel, de 57 anos, que nasceu depois da revolução, não usa farda, mas defende os ideais do Partido Comunista Cubano (PCC), onde atua desde jovem. “Sou como muitos neste país”, disse Díaz-Canel. “Formamos parte de uma geração que nasceu nos anos 60 e agradecemos muito toda a formação e as possibilidades brindadas pela revolução. Tivemos a oportunidade de participar dos processos de decisão nas organizações de base estudantis e da juventude”.

Reformas
Até agora, só houve uma sucessão presidencial na Cuba revolucionária e ela foi programada. Em 2006, Fidel Castro entregou o comando do país ao irmão caçula – primeiro interinamente, depois oficialmente. Fidel estava doente e morreu dez anos depois. Nos últimos 12 anos, Raúl Castro adotou algumas medidas de abertura. Meio milhão de cubanos hoje trabalham no setor privado. Desde 2013, quem quiser pode deixar o país, sem precisar de autorização para viajar ou ter que fugir de barco, numa perigosa travessia para a costa da Flórida. A compra e venda de imóveis e carros, mesmo limitada, foi permitida. E a internet chegou à ilha, onde existem mais de 600 áreas publicas com conexão wifi.

No cenário internacional, Cuba participou da 7ª Cúpula das Américas em 2015. Foi a primeira reunião de líderes dos 35 países do Continente Americano com a participação do governo cubano, que até então tinha sido vetada pelos Estados Unidos. A notícia foi o histórico aperto de mão entre Raúl Castro e o então presidente norte-americano, Barak Obama, marcando a reaproximação dos dois países, depois de mais de meio século de guerra fria.

Apontada como responsável por disseminar revoluções comunistas na região, Cuba patrocinou o acordo de paz entre o governo colombiano de centro-direita, do presidente Juan Manuel Santos, e os rebeldes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). Sete mil rebeldes entregaram as armas, depois de 50 anos de conflito, para formar um partido político, que este ano disputou as primeiras eleições legislativas.

Com a morte de Fidel em 2016, a pergunta era sobre o futuro do país. Raúl Castro propôs ao partido limitar a idade (70 anos) e o mandato (dois períodos de cinco anos) dos dirigentes do PCC, além de uma reforma constitucional. E anunciou que deixaria a presidência, por decisão própria, em abril deste ano.

Renovação
Para ex-combatentes da revolução, o sucessor de Raúl Castro representa a renovação da cúpula do regime comunista cubano, mas a continuidade de seus ideais. Alejandro Ferras Pellicer, de 94 anos, aposta nesta nova geração que, ao contrário da anterior, nasceu com direito à educação e que, segundo ele, estará mais preparada – intelectualmente e tecnologicamente – para lutar por uma sociedade mais igualitária.

O próprio Raúl já sinalizou, em mais de uma ocasião, que a ideologia não está em jogo – não importa quem seja o novo presidente de Cuba ou que pressões ele terá de enfrentar. “O substituto de Fidel só pode ser o Partido Comunista”, disse, quando os cubanos tentavam imaginar o futuro sem o pai da revolução.

O analista politico cubano Rafael Hernández acredita que o novo governo enfrentará pressões internas por mudanças, porque as expectativas de melhores condições de vida vêm de longa data e cresceram com o tempo. Segundo ele, apesar de Cuba enfrentar hoje uma conjuntura internacional menos favorável, a ilha não está na mesma encruzilhada dos anos 90, quando a União Soviética (principal fornecedora de petróleo a Cuba e financiadora de partidos comunistas no hemisfério internacional) se dissolveu em 15 repúblicas separadas – entre elas, a Rússia.

“Nesses 60 anos, Cuba demonstrou ser capaz de sobreviver a várias crises – até à pior delas, nos anos 90, quando muitos pensavam que ficaria isolada e seria obrigada a mudar”, disse, em entrevista à Agência Brasil, o analista político argentino Rosendo Fraga. “Com a saída de Castro, uma nova geração subirá ao poder. Mas a renovação será feita para manter o mesmo sistema em vigor”.

Agência Brasil


Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.